Ubuntu: Comandos básicos – Shell (bash) e utilitários de terminal

Publicado: novembro 24, 2008 em Comandos Básicos, Linux
Tags:, , , , ,
  • alias Tem como finalidade atribuir um “alias” (em inglês, significa outro nome) a outro comando, permitindo nomear um conjunto de comandos, a ser executado pelo sistema por um único nome. Caso nenhum parâmetro seja passado ao comando será listado todos alias atualmente definidos e ativos no sistema.

    • ”alias ls=’ls -hal –color’” para definir uma alias ls para o comando ls -hal que irá mostrar os arquivos que estão no diretório correntel, inclusive os ocultos (-a) em forma de uma listagem (-l) e com as informações de tamanho mais amigável a nós seres humanos (-h) e diferenciado por cores.

    • ”alias fd=’mount /dev/fd0 /mnt/floppy; cd /mnt/floppy && ls’” para criar um alias chamado fd que montará um disquete, acessando e listando seu conteúdo. Observe que, neste exemplo, foram usados dois diferentes separadores de comandos: ponto-e-vírgula e &&. Comandos separados por ; são executados em seqüência. Comandos separados por && são executados de forma condicional, ou seja, o comando após o separador só é executado se o comando anterior tiver sido executado com sucesso.

    • ”alias mcdrom=’mount /mnt/cdrom’” para criar um alias chamado mcdrom que ao ser executado monta o CD em uso.

    • NOTA: Estes aliases são criados apenas para a sessão ativa do usuário, ou seja, ao deslogar do sistema os mesmos se perderão. Para criar aliases permanentes ao sistema edite o arquivo .bashrc de seu diretório pessoal e inclua no mesmo os comando desejados. Em contrapartida ao comando alias existe o comando unalias que faz justamente o inverso, removendo os alias criados.

  • apropos Pesquisa por um padrão na base de dados do comando whatis que veremos logo abaixo, informando quais comandos do Linux correspondem a uma determinada expressão.

    • ”apropos apropos” (1) – search the whatis database for strings (Procura por expressões na base de dados whatis), ou seja exibe todos comandos Linux que tenham alguma correspondência a expressão “apropos”, no caso apenas o comando apropos.

  • login Permite a um usuário efetuar o logon (estabelecer uma conexão) no sistema, bem como ser utilizado para efetuar o logon com um usuário diferente do atual.

    • ”login fulano” para efetuar o login do usuário “fulano”.

    • ”login -p fulano” para efetuar o login do usuário “fulano” sem destruir o ambiente do atual usuário.

  • logout Finaliza um login shell no console ou terminal. No modo gráfico, este comando encerra a sessão do usuário podendo fechar a janela do terminal, e em modo texto encerra a sessão do usuário levando-o de volta ao prompt de login do sistema.

    • ”logout” O mesmo resultado pode ser alcançado executando o comando exit.

  • su Permite alternar entre os usuários cadastrados do sistema, alterando o ID de usuário e grupo do atual usuário para outro usuário especificado.

    • ”su fulano” permite alternar para o usuário “fulano” após senha de login correta.

    • ”su fulano -c ‘vim /home/fulano/arq1’” permite executar o comando vim abrindo o arquivo “/home/fulano/arq1” como sendo o usuário “fulano”. O uso desta opção -c não começa um novo shell, apenas executa um comando como sendo o outro usuário especificado.

  • sudo Permite a um usuário autorizado conforme configurado no arquivo “/etc/sudoers”, a executar comandos como se fosse o super-usuário (root) ou outro usuário qualquer. Veja RootSudo para maiores detalhes.

  • uname Exibe várias informações sobre o sistema. Caso nenhuma opção seja fornecida junto ao comando, apenas o nome do sistema operacional será exibido, equivalente a opção -s.

    • ”uname -a” para exibir todas informações sobre o sistema.

  • whatis Pesquisa em uma base de dados que contem uma curta descrição dos comandos do sistema. Esta base de dados com os comandos do sistema é criada e atualizada com o comando ”sudo makewhatis”

    • ”whatis sudo halt” para obter uma descrição resumida dos comandos sudo e halt.

  • whereis Usado para localizar o binário, o arquivos-fonte e a página man (manual) dos comandos do sistema.

    • ”whereis ls” para descobrir onde se encontra o arquivo binário, os fontes e o manual (man) do comando ls.

  • which Exibe o caminho completo na hierarquia de diretórios para os comandos do sistema.

    • ”which firefox” para exibir o diretório onde se encontra o programa “firefox”.

  • clear Limpa a tela movendo o cursor para primeira linha. Não existem parâmetros passados junto a este comando.

  • echo Permite exibir textos na tela. Este comando também exibe toda estrutura de diretórios e arquivos em ordem alfabética, porém sem formatar em colunas a listagem.

    • ”echo ‘Olá mundo!’” envia para saída de tela a expressão “Olá mundo!”.

    • ”echo /etc/*” para listar todo conteúdo do diretório “/etc”.

  • halt, reboot, shutdown Respectivamente encerra, reinicializa e encerra ou reinicializa o sistema.

    • ”sudo halt” para encerrar o sistema.

    • ”sudo reboot” para reiniciar imediatamente o sistema. Este comando equivale aos comandos ”sudo init 6” e ”sudo shutdown -r now”.

    • ”sudo shutdown -h now” para encerra o sistema imediatamente.

    • ”sudo shutdown -h +15” para encerrar o sistema daqui a 15 minutos.

    • ”sudo shutdown -r 20:30 ‘O sistema será reiniciado as 20:30 horas!’” para reiniciar o sistema as 20:30 horas enviando a mensagem “O sistema será reiniciado as 20:30 horas!” a todos usuários logados.

    • NOTA: O comando ”sudo init 0” também pode ser usado para encerramento do sistema. O comando shutdown é a forma mais segura de reiniciar e finalizar o sistema, advertindo os usuários logados e bloqueando novos logons.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s